sobre        artistas        exposições        feiras de arte        publicações        projetos        imprensa        loja



 

Felipe Rezende

Salvador, 1994
︎
Formado em Artes Plásticas pela Universidade Federal da Bahia. Trabalha sobretudo com o desenho e suas possibilidades expansivas, constituindo um encontro com o cotidiano e elementos nele contidos. O labor e as deambulações, o entorno e seus restos, as pequenas histórias e os casos de dimensão pública servem de material para construção de narrativas visuais num liame entre ficção e realidade. Exposições selecionadas incluem coletivas no Museu de Arte Moderna da Bahia e Museu da Cultura Afro Brasileira, no Brasil, e experiências em Porto, Portugal e Cidade do México, México.
Graduated in Arts from the Federal University of Bahia. Works mainly with drawing and its expansive possibilities, constituting an encounter with daily life and elements contained therein. Labor and wanderings, the environment and its remains, small stories and cases of public dimension serve as material for the construction of visual narratives in a link between fiction and reality.  Selected exhibitions include group shows at Museu de Arte Moderna da Bahia and Museu da Cultura Afro Brasileira, in Brasil, and experiences in Oporto, Portugal and Mexico City, Mexico.


sem título
acrílica, grafite e nanquim sobre piso tátil
24,5x15x2cm | 2019

sem título
acrílica, grafite e nanquim sobre piso tátil
17x13x2cm | 2019



sem título
acrílica, grafite e nanquim sobre piso tátil
9x17x2cm | 2019


sem título
acrílica, grafite e nanquim sobre piso tátil
19x16,5x2cm | 2019


sem título
acrílica, grafite e nanquim sobre piso tátil
13x17,5x2cm | 2019


sem título
acrílica, grafite e nanquim sobre piso tátil
15,5x19x2cm | 2019


sem título
acrílica, grafite e nanquim sobre tela
28,5x41cm | 2019



sem título
acrílica, grafite e nanquim sobre piso tátil
12x9,5x2cm | 2019

Crítica
Tudo que está exposto é fragmento, pedaço incompleto, parte de uma obra. Como juntar as coisas?

As pinturas não estão numa forma-quadro tradicional – esse antigo dispositivo para criar a ilusão de uma “janela do mundo” – e esse é o motivo pelo qual a imagem não se virtualiza plenamente. A pintura se apresenta como coisa-pano, coisa-base branca, todo o material é revelado, revelando seu modo de fazer. A identificação desses rastros do fazer na pintura é a potência do trabalho e sua representação: tipos de trabalhos e trabalhadores que usam as mãos. Sem essa identificação dos “rastros do fazer” dificilmente as pinturas sobreviveriam à exposição. As pinturas, portanto, apresentam tanto quanto representam.
As obras fragmentos de lajotas e a luva operam num sistema metalinguístico redundante. Eles trazem em si essa involução, esse giro para dentro de si mesmos. O artista pinta imagens de trabalhadores que colocam lajotas para cegos nas próprias lajotas que esses trabalhadores colocam. O artista pinta na luva a imagem do trabalhador que usa a luva pintada.
Uma pintura numa tela não é suficiente para o artista representar sua experiência no mundo. A mesma pintura num suporte ordinário como um pedaço de lajota de cimento também não é suficiente para representar sua experiência no mundo... mas melhora; parece aproximar o objeto ressignificado dessa experiência, revelando-a na própria coisa. Aproximam-se por semelhança; instauram um encontro entre a representação e seu próprio mundo.
Talvez o simples deslocamento para o espaço expositivo das lajotas e da luva, o simples cobrir de tecido com a base branca já seriam suficientes para expor essa experiência no mundo e, nesse sentido, parece desnecessária a pintura nas coisas. Então por que estão ali pintadas? Por serem pinturas dos trabalhadores para os trabalhadores. Cada personagem ali é um, tem nome e endereço, ficaram amigos do Felipe, ele mandou as fotos dos trabalhos, chamou-os para a abertura.
Pode um artista imantar uma obra com a presentificação de um encontro? Esse é o barato dessa exposição: imantar as obras com a presentificação de um encontro no mundo.

Ricardo Bezerra

︎      ︎      ︎

termos de uso e
política de privacidade