OUTROS NOMES - OUTRXS DEUSXS

Manuela Eichner
14/03 a 22/05/2018

Catálogo
Release
Texto curatorial

Texto curatorial: Paulo Myiada
Instalação em parceria com Ícaro Vilaça
Marcenaria para instalação: Miniusina 
Design gráfico: Thiago Eichner
Assessoria de imprensa: Crioula Comunicação
Fotos: Wendell Wagner (Caixa de Fósforo)
Apoio: Gráfica Insign 


Compre online em blombo.com
Shop online on artsy.net

Depois do projeto Monstera Deliciosa e de MONSTRA, uma coreografia-colagem para pessoas e plantas, a artista Manuela Eichner chega a Salvador para expor uma série de colagens que apresentam recortes do corpo feminino costurados artesanalmente a fragmentos de plantas e que discutem temas como padronização e representatividade enquanto entrevem os novos papéis da mulher e sua imagem na mídia impressa.

“Se a prática da colagem tem algo a contribuir imediata e implacavelmente para o debate de gênero é a lembrança de que a restrição do feminino a uma categoria estável, que supostamente significa sempre o mesmo conjunto de formas e valores, é restritivo e violento. Estar em devir feminino é coisa multidimensional, multifacetada e, potencialmente, composta de signos contraditórios entre si.
Claro que se poderia dizer o mesmo do masculino, do andrógino e assim por diante. A diferença é que o feminino, por ter sido tão pressionado por normatizações – da tradição, do mercado, do machismo – grita hoje a plenos pulmões que se deixará domesticar e afirmará com plena potência o gozo de significados cambiantes e espirais” comenta Paulo Miyada, curador.

Além das colagens a mostra incluí ainda uma instalação criada em uma colaboração com o arquiteto baiano Ícaro Vilaça e três painéis na fachada da galeria que encapsulam o título da exposição propondo novas divindades, novas mulheres para um novo Brasil.
Mark