Há um grande cansaço de explicar o mar

Nestor Jr.
13/12/2017 a 16/02/2018

Catálogo
Release

Fotos: Roberto Abreu





Quem passa pelo litoral catarinense pode não perceber, mas alguns dos montes que compõem a paisagem da região são formados por acúmulos de restos de materiais orgânicos e calcários (madeiras, ossos e conchas), depositados nesses espaços ao longo de décadas pelos primitivos habitantes da costa sul.
Mais recorrentes nessa região do país, mas com evidências ao longo da costa brasileira, estendendo-se até o litoral sul da Bahia, esses espaços-monumentos, localizados em geral em regiões férteis, próximos a rios, mangues e mar, foram construídos por povos nômades, e funcionavam como observatórios para pesca e proteção, como espaços ritualísticos, urnas funerárias e também como casas/malocas.


Os SAMBAQUIS - como são chamadas essas construções - representam um verdadeiro registro da história e da cultura litorânea e são o ponto de partida para a composição dos trabalhos que formam a mostra “Há um grande cansaço de explicar o mar” que o artista catarinense Nestor Jr, apresenta a partir de dezembro em Salvador.

Nas obras apresentadas, pedras, corais, conchas, sementes, folhas, madeiras e personagens aparecem nas aquarelas e objetos da mostra inédita. Elementos que o artista utiliza de forma metafórica em composições. A busca por novos territórios, físicos e imagéticos, do entendimento dos espaços e de si mesmo, além da procura por sua casa-concha e de um território possível para o seu corpo, compõem esse processo de criação e se fundem à próprias vivências de Nestor, que entre 2013 e 2017 viajou pelo país ministrando oficinas, produzindo intervenções e expondo seus trabalhos.