Universal Pulse

Andre Costantini, Bel Borba e Burt Sun
11/07/2013 a 17/08/2013

Foi em 2009, quando o Urban Art Institute of the Massachusetts Institute of Art (Massart) comissionou o cineasta, curador e fotógrafo Burt Sun a criar um novo livro sobre arte urbana em Salvador, que o seu caminho se cruzou com o do multifacetado artista Bel Borba. De lá para cá o livro se transformou no documentário de longa metragem "Bel Borba, aqui", co-dirigido pelo parceiro de muitos anos Andre Costantini, e Sun se tornou uma espécie de curador honorário das exposições de Borba.

No ano passado, os dois embarcaram para Nova York para apresentar o documentário no festival de cinema Film Forum e levaram consigo um novo projeto. "DIÁRIO (através de um OLHO BAIANO)" incluído no festival Crossing the Line organizado pelo FIAF (French Institute Alliance Française), propunha uma série de intervenções artísticas, realizadas nos cinco bairros de NYC. A experiência de um mês, realizada em outubro, culminou com uma exposição grandiosa, com peças produzidas exclusivamente material de descarte, em plena Times Square, no coração de Manhattan, e rendeu comentários e reportagens inclusive no New York Times.

Dentre as obras produzidas na ocasião está o curta-metragem de animação Universal Pulse (LINK ) que combina os talentos cinematográficos de Andre Costantini e Burt Sun com as intervenções gráficas de Bel Borba, e que foi exibido durante todo o mês, como parte do Midnight Moment, ou momento da meia-noite, organizado pelo Times Square Alliance Public Art Program e pela TSAC (Times Square Advertising Coalition) - o maior esforço coordenado dos operadores de letreiros de publicidade em Times Square para exibir conteúdo artístico criativo, de forma sincronizada, no mesmo dia e na mesma hora. A obra é a primeira na história do programa a ser criada especificamente para os telões JUMBOTRON de Times Square e foi apresentada em 25 deles na contagem regressiva dos três minutos mágicos antes da meia-noite.
De volta ao Brasil, Burt Sun e Bel Borba se prepararam para apresentar uma nova mostra. Fruto da animação Universal Pulse, a exposição homônima, reúniu, frame a frame, a paisagem nova- iorquina e a arte urbana de traço baiano, revelando em preto e branco fotografias únicas da Big Apple. O projeto deve ganhar o mundo, depois do debut em Salvador, com passagem confirmada por São Paulo, Suíça e EUA.

Na exposição soteropolitana, realizada na RV Cultura e Arte foi exibido ainda, além do curta-metragem, o protótipo de um novo livro, um diário de bordo das intervenções, obras, filmes e performances realizadas a partir da colaboração criativa de Bel Borba, Burt Sun e Andre Costantini desde 2009.