Incubadora de Publicações Gráficas

Agnes Cajaiba, Daniel Lisboa, Felipe Rezende + Luma Flôres, Leandro Estevam, Leonardo França + Lia Cunha, Lucas Moreira + Lara Perl + Rafa Moo, Pedro Marighella, Taygoara Aguiar, Túlio Carapiá + Clara Cerqueira e Yohanna Marie.
30/11/2018 a 12/01/2019

︎ Caixa de Fósforo 


Release
A Incubadora de Publicações Gráficas, iniciativa que visou estimular a criação e desenvolvimento de livros de artista em Salvador, chega ao final de seu ciclo de quase um ano de atividades no próximo dia 30 de novembro, às 19h, com uma exposição coletiva na RV Cultura e Arte para o lançamento das 10 publicações participantes do projeto.

Entre as obras que serão apresentadas ao público estão livros no convencional formato códex, a exemplo de Multidão (Lucas Moreira e Gris) que reúne uma coleção de figuras que caminham e resistem nas ruas de Salvador impressas em serigrafia e risografia, ou Escuro (Leo França e Lia Cunha) que convoca o leitor a tocar sentidos nas veias e cicatrizes das páginas, e encontrar o brilho das palavras; livros-objeto que exploram qualidades escultóricas como Marear (Taygoara Aguiar), uma cartografia afetiva composta por imagens de embarcações pesqueiras e de passeio dos portos de Plataforma, Solar do Unhão, Porto da Barra e Ilha de Maré, localizados na Baia de Todos os Santos, completamente impresso em cianotipia, ou como Territórios Movediços (Felipe Rezende e Luma Flôres) que aborda realidade, espaço e simulação a partir de mapas da cidade de Salvador; e ainda outras propostas mais ousadas de publicação a exemplo de Templo (Pedro Marighella) impresso em serigrafia e acompanhado de um vinil compacto, ou Vagalume (Clara Cerqueira e Túlio Carapiá), literatura ilustrada impressa em serigrafia sobre tecido tingido. Todos os livros tem tiragem limitada de 50 a 100 exemplares apenas e estarão à venda durante a exposição e também poderão ser adquiridos através do site do projeto www.incubadoragrafica.com.

“Um dos aspectos mais importantes da Incubadora foi receber propostas de artistas muito diferentes entre si, cada um com vivências distintas no universo das artes e do livro, mas todos muito interessados em investigar o suporte, em construir e desconstruir conceitos sobre o que pode ser um livro, e motivados a traduzir suas pesquisas e experiências através desse objeto tão potente. Com esse ponto de partida, foi possível que o grupo realmente formasse arranjos de produção, colaborasse entre si, o que foi um dos objetivos iniciais da criação do projeto, estimulando a produção, a cena e permitindo que os artistas tenham espaço e verba para materializar suas obras”, conta Ilan Iglesias, produtor do projeto.

“A ideia de criar uma Incubadora de Publicações Gráficas que se ocupasse dos livros de artista partiu do entendimento do livro como um suporte versátil que permite uma investigação estética não só baseada em seu formato, nos materiais que o compõe, mas também, no seu conteúdo, na maneira de depositar ali imagens e textos, gerando narrativas, o transformando em um terreno fértil para materialização de pesquisas das mais diversas. Além disso, vale ressaltar que o livro enquanto obra tem uma facilidade maior de circulação, em si tratando de um objeto portátil e com valores agregados menos intimidantes, o que pode ser um grande trunfo no mercado de arte ou um diferencial no circuito livreiro”, comenta Larissa Martina, editora e curadora do projeto.

A incubadora de Publicações Gráficas é uma iniciativa da RV Cultura e Arte e tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.






︎  ︎  ︎

política de privacidade